Dicas de como evitar ou controlar a hipertensão

O acidente vascular cerebral (AVC) é uma das principais causas de morte em todo o mundo e atinge quase 25% dos brasileiros. Para ajudar a diminuir o risco de ter um AVC, o ideal é ter o controle da pressão arterial.

  A American Heart Association e a American Stroke Association dizem que mesmo com o grande número de incidências, há uma grande parcela de pessoas que não sabem que estão em risco de ter pressão alta.  

O especialista em hipertensão arterial, Décio Mion, acredita que o modo de vida é a base para o controle da pressão. “A única maneira de prevenir a hipertensão é mudando e controlando nossos hábitos de vida”, diz Décio.  

Segundo o especialista, “as pessoas com pai hipertenso tem maior chance de desenvolver o mesmo problema”. Caso seus pais ou algum parente próximo têm ou tinham pressão alta, você também corre o risco de ter o problema. Pesquise sempre esse tipo de coisa.  

Faça exames regularmente quando ficar mais velho. Com o passar do tempo, os vasos sanguíneos vão ficando menos flexíveis, causando uma crescente pressão sobre o sistema cardiovascular do corpo. Esse fator aumenta o risco de contrair hipertensão e doenças cardiovasculares.  

Estudo da American Heart Association descobriu que o público masculino tem maior propensão a ter pressão arterial elevada em relação com as mulheres até os 45 anos. Desse período até os 63 anos, esse parâmetro se equilibra. Depois dos 64 anos, as mulheres são mais propensas do que os homens a ter hipertensão.  

O sedentarismo aumenta muito o risco de aumentar a pressão. Para reduzir esse fator, pratique exercícios regularmente.  

Evite o sal. O consumo exagerado do sódio proporciona ao corpo uma retensão de líquido, que pode aumentar a carga sobre o coração, aumentando o risco de pressão arterial elevada. “O consumo de sal não deve ultrapassar 5 gramas. Por equivalência, em uma casa de família, um quilo de sal deve durar mais ou menos 2 meses”, calcula Décio.   Mantenha um peso ideal ao seu corpo. “Toda vez que se ganha peso, a pressão sobe. Quando se perde peso, a pressão abaixa”, explica Décio Mion. A perda de até nove quilos pode ajudar a diminuir a pressão arterial.  

Não abuse do consumo de álcool. Beber em excesso pode acarretar um aumento na pressão arterial, além de causar insuficiência cardíaca, AVC e batimentos cardíacos irregulares. Limite-se a até duas doses por dia se for homem, e a uma por dia se for mulher.  

Seguindo essas dicas, é possível controlar ou evitar problemas causados pela alta pressão arterial.   

Fonte: http://www.medicando.com.br