Linhaça ajuda a perder peso e faz bem para a saúde

Quem está de dieta para enxugar as gordurinhas ou procura manter uma alimentação balanceada, inevitavelmente vai ouvir falar que a linhaça deve ser incorporada ao cardápio. A sementinha é famosa no mundo inteiro por sua alta concentração de benefícios a saúde e também por ser uma poderosa arma na luta contra a balança. O alimento é rico em substâncias funcionais e armazena um potente manancial de vantagens para o organismo, como a prevenção do câncer, o alívio de sintomas da TPM e menopausa, o funcionamento do intestino, a ativação da memória e ajuda a na perda de peso. 

Linhaça emagrece  Cientificamente já foi comprovado que a linhaça ajuda a emagrecer. O consumo da semente diminui o apetite graças à alta concentração de fibras e outras substâncias que aumentam a sensação saciedade. De acordo com o endocrinologista Omar Botter, depois de ingerida, ela segura a fome e automaticamente minimiza o consumo de calorias. "Para perder peso o ideal e consumi-la no café da manhã. Com a diminuição da fome a pessoa passa a comer menos ao longo do dia", diz.    Conheça os benefícios da dieta A linhaça é recomendada também para pessoas que têm o intestino preguiçoso. A semente, se consumida integralmente, possui fibras. A ingestão delas aumenta a maciez e o volume do bolo fecal, o que resulta em um intestino regulado e uma considerável diminuição de gases intestinais, cólicas, inchaço e oleosidade na pele.    Além disso, ela é rica também em ômega 3, ômega 6 e gorduras monoinsaturadas, que, em conjunto, ajudam a combater colesterol ruim (LDL) e a manter a saúde do coração em dia, diminuindo o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. A alta concentração dos ômegas 3 e 6 também favorece a produção das prostaglandinas, importante para remover o excesso de sódio nos rins, o que diminui a retenção de líquidos.    Linhaça no cardápio  Versátil, quando triturada no liquidificador, a linhaça vai bem com iogurte (prefira os desnatados), em saladas, com frutas e até no feijão. Por perder suas propriedades nutritivas ao longo do tempo, é aconselhável preparar a quantidade que será utilizada na refeição. Para alcançar resultados positivos e não interferir no processo de absorção de nutrientes, ela deve ser consumida diariamente e em pequenas quantidades (uma ou duas colheres de sopa), de preferência no café da manhã ou no almoço, para reduzir o apetite.    Já sob o ponto de vista nutricional, a linhaça fica melhor depois de ser levada ao forno. E, já que você está se esforçando para incluí-la na dieta de forma responsável, evite tostá-la na frigideira: o fogo direto pode alterar suas substâncias benéficas.    Para não enjoar da semente, há maneiras gostosas de consumi-la, como um mix com outras sementes e frutas oleaginosas (girassol, amêndoas e castanhas, por exemplo), em sucos, nos pães, tortas, bolos, massas e biscoitos.

Fonte: http://www.minhavida.com.br