Mudar site para idioma português Mudar site para idioma inglês Mudar site para idioma espanhol

Português

Informativos

  • HOME
  • - INFORMATIVOS

27032014

Eventos climáticos afetam as lavouras e devem reduzir produtividade do arroz no RS

As chuvas do mês de março trouxeram sérios problemas para os produtores de arroz, sobretudo na região Sul do Brasil. Segundo levantamento realizado pela Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz), as chuvas torrenciais desta semana geraram enxurradas e alagamentos na Fronteira-Oeste, Depressão Central e na Zona Sul do Estado devido à enchente nos rios e arroios.

Os técnicos da Federarroz também identificaram casos de granizo na Campanha e na Depressão Central, de acamamento no Litoral Norte e nas Planícies Costeira Interna e Externa à Lagoa dos Patos.   

O efeito é, além de prejuízos pontuais à produção e produtividade, que com 30% da safra colhida batia em média de 8 mil quilos por hectare, um atraso de sete a 10 dias na colheita, cuja velocidade já está abaixo da temporada passada. Além disso, a oscilação brusca de temperaturas vem afetando as lavouras mais tardias.  

Nesta semana, as colheitadeiras não conseguem entrar nas lavouras pelo excesso de umidade. Somente em São Gabriel e Santa Margarida do Sul, o conjunto das entidades agropecuárias, com apoio do Instituto Rio Grandense do Arroz avalia que os temporais de granizo geraram perdas em 1,5 mil hectares de arroz.  

Em todas as regiões, os relatos são de safra igual à do ano passado ou levemente menor, mesmo com uma arrancada superior no início da safra.  

Além disso, é geral a observação dos rizicultores gaúchos de que o arroz que começou a ser colhido nos últimos 20/25 dias apresenta muitos grãos “falhados ou chochos”, o que foi provocado pelo excesso de calor no final de dezembro e início de janeiro, quando sensação térmica de 45 a 48 graus foi comum no território gaúcho.   

Ainda de acordo com levantamento realizado pela Federarroz, dos 30% do arroz colhido no Rio Grande do Sul, registrados na semana que passou, a produtividade média deve ficar mesmo em torno de 8 mil quilos por hectare, mas com o avanço da colheita este escore deverá recuar.   

O Irga, que previa inicialmente uma colheita de até 8,5 milhões de toneladas no Rio Grande do Sul na temporada 2013/14, divulgou que a produção será inferior a 8,4 milhões de toneladas.  

Fonte: AF News Análises

Cadastre-se e receba nossos informativos em seu email.

Associação Brasileira das Indústrias de Arroz Parboilizado – ABIAP
Rua Chaves Barcelos, 36/605 – Fone: (51) 3227-2366 | CEP: 90.030-120 – Porto Alegre - RS